Quero que esse assunto da simplicidade seja natural por aqui e não apenas um tema avulso. Já que eu decidi compartilhar mais da minha vida com vocês, espero contar com sua compreensão para a filosofia de vida que trago para o blog. Não, não vou virar uma “hipponga” (como se isso além de pejorativo fosse ruim) mas espero que vocês já tenham percebido que vamos trilhar uma nova jornada de vida juntos daqui pra frente: mais desprendidos do consumo excessivo, mais focados no que importa e levando uma vida mais leve e saudável. No post de hoje te ensino como dar início a semana de forma muito simples e dentro desses ideais.

Eu, na verdade, começo a compartilhar como tenho feito com os meus finais de semana para que você entenda o início dos dias úteis. Bora lá?

aos-finais-de-semana

Sábado perto de casa tem feira e confesso que fazia um tempo que a gente não ia até lá. A gente tem uma coisa de se dar ao luxo de dormir até um pouco mais tarde no sábado e se o despertador está desligado passar das 10h é frequente. Daí até acordar de verdade, tomar café, limpar a areia dos gatos e tudo mais, já deu meio dia! hahaha. É ruim? Sim e não. Estamos cansados da semana mas, se perdemos a feira, acabamos pegando o que tem no mercado e pagando o preço que eles definem.

Daí este sábado que acordamos mais cedo, enquanto o Thiago foi para a academia, eu consegui fazer uma feirinha por R$12 reais! Sim, chuchu: Com R$12 reais eu trouxe: 1kg de maçãs modelo red, 1 fatia gigante de melancia, 1 saquinho de salada de repolho já cortada, 1 maço de salsinha e cebolinha, 1 cacho de bananas, 1 caixinha de morangos e 1 saquinho de tempero baiano. Bacana, né?

Às vezes você deve estar pensando: “Poxa que legal, Sam. Mas aqui onde eu moro, com R$12 eu não trago praticamente nada!”. Imagino! Quando fomos morar juntos em 2010 moramos por quase 3 anos no bairro da Aclimação, zona sul de São Paulo e, quem conhece sabe, o quão caro ele é. Um dos mais caros daqui. Lá um pastel era fácil R$10 reais!  Teve até uma vez que pagamos R$47 depois de encher uma sacolinha com morangos e ameixas. Quase voltei pra devolver =(

Mas independente disso tudo a mensagem central é a de que somos dois aqui em casa e que devemos observar com cuidado o quanto compramos e comemos para não ter comida sobrando na geladeira e provavelmente estragando. Do meu bolso direto para o lixo!

feira-frutas-morango-maça-bananas-melancia-salsinha-cebolinha-tempero-baiano-simplicidade-voluntaria

Na volta pra casa te aconselho a reservar alguns minutos para lavar e guardar descascadas e picadas as frutas. Congele algumas e como eu já disse antes, você tem suco de frutas natural em casa por muito muito tempo. Por exemplo: Um abacaxi nos rende até 3 semanas de sucos, chás (faço com a casca) e salada de frutas e me custou só R$4!

No domingo nosso único trabalho é programar nosso cardápio da semana. Já expliquei a importância de planejar esse cardápio que pouca gente dá mas que tem os seguintes poderes:

  • Fazer você comer melhor sempre;
  • saber com exatidão o que tem na geladeira;
  • emagrecer – se esse for seu planejamento;
  • ingerir mais frutas, legumes e verduras;
  • gastar menos com comida na rua.

Para te incentivar a tentar, se o ainda não fez, segue o nosso cardápio dessa semana. Se vocês comentarem dizendo que querem que eu compartilhe nossos cardápios eu o faço mais vezes 🙂

cardapio-13a1910

 

começo-da-semana

Eu tenho um sério problema que espero que minha nova rotina me ajude a vencer: não conseguir me alimentar assim que acordo. Acabo fazendo a primeira refeição só no almoço. Isso é um veneno para o corpo já que eu passeio de 8 a 12 horas sem comer nada. Quando eu não janto no dia anterior então…coitado do meu corpo!

Assim sendo tenho me esforçado para fazer tudo diferente. Está sendo assim:

7h – Acordo e treino 10 ou 15 minutos de Yoga – vou preparar um post ou até mais outros falando dela mas eu já comentei que uso Daily Yoga, um aplicativo para celular que me oferece treinos em níveis diferentes (fácil, médio e avançado) e tempos variados (5, 10, 15 ou 20 minutos).

yoga-ioga-exercicio-em-casa-simplicidade-voluntaria

7h:20 – Tomo café e assisto o jornal

7h:50 – Vou pro banho

8h – Tô pronta: limpinha e trocada

8h:10 – Marmita na mochila e pé na tábua.

9:30 – Chego no trabalho e até a hora do almoço eu já comi umas 2 vezes. Ora eu como uma fruta, ora uma barra de cereal, tomo suco ou vitamina, como nozes, castanhas, pistache e outras oleoginosas e nos dias que eu trabalho de casa eu misturo iogurte grego com granola ♥ ah: já tomei no mínimo 500ml de água também.

12h – Hora do rango – essa semana que se passou eu tentei uma experiência nova: uma das refeições principais eu tento dieta paleolítica (ou dieta paleo para os mais chegados). Já ouviu falar? Vou falar mais sobre ela em um próximo post mas a ideia é comer comidas que existiam na época das cavernas – nada de embutidos, enlatados, açúcares, farinhas e etc. Parece uma coisa de doido e eu não vou de jeito nenhum fazer apologia dela pra vocês. Ainda assim vou reservar um post para explicar melhor e se você gostar aconselho procurar especialistas nutricionais para tirar suas dúvidas e dizer se você tem estrutura ou não para permanecer nela. O fato é que essa alimentação tem sido cotada para quem deseja emagrecer e curar diversas doenças de forma natural. Pra mim que fico “inchada” com facilidade, sou alérgica a alguns alimentos e tenho graves problemas nos rins, tem sido bacana testar e me sentir “melhor”. Não sei se vou aderi-la totalmente pois amo comer e comer de tudo 😛

18h – Fim do expediente –  eu já comi 2 vezes de novo praticamente as mesmas coisas. Só vou alternando o quê. Por exemplo: Se de manhã comi uma banana, a tarde como uma maçã.

frutas-picadas-preparacao-para-a-semana (4)

21h – Hora de lanchar ou jantar – Como meu curso na faculdade só exige 2 dias de presença, são dois ou três dias de lanche e nos outros eu janto normal.

00h – Hora de voltar para os braços de Morpheu mas antes eu já escrevi posts, respondi e-mails e separei a roupa que vou usar no dia seguinte. Antes de definitivamente me deitar eu separo um tempo para ler, orar e conversar com o Thiago.

***

Que grandessíssima rotina diferentona, não é? #sqn

Meu cotidiano é igual ao seu, ora com mais ou menos correria. Tem dias que eu não como tão bem assim, que durmo muito mais tarde e que acordo tão cansada que não além de morrer eu não quero fazer mais nada, hahahahahaha. Só que eu tenho me esforçado em prol de uma vida melhor, a despeito de tudo isso, e estou querendo mostrar isso a você. Independente da vida que você leva, leve uma nova mentalidade com você.

Beijos e até mais!

 

NO COMMENTS