Já que o assunto é mineirice, oi ‘povo’ lindo!

Se tem uma coisa que eu tenho orgulho é de ser mineira, sabem? Apesar de não curtir muito meu próprio sotaque – pode isso? Tenho pavor-vergonha master de me ouvir falando… – sei que aqui nesse estado só tem coisa boa, começando pela comida! Não preciso nem lembrar do Pão de Queijo, né? Sei que vocês viram a receita que eu contei aqui, que é tradição de família, a receita da minha avó!

Mas hoje eu vim mostrar mais um pouquinho do que se come aqui…

A galinhada é um prato típico mineiro! Geralmente acompanhada por um belo tutu de feijão e um vinagretezinho, faz qualquer mineiro feliz!

Aqui em casa, não somos diferentes! Minha mãe amaaa fazer um ‘arroz com qualquer coisa’! Ela costuma fazer com frango e com linguiça – principalmente uma mega apimentada que ela sempre compra, que pra mim, que amo pimenta, só se torna comestível com arroz mesmo ou com mandioca num churrasco…

Quando eu casei, com um japa mineiro de família de origem paulista – hahahaha – , quase não fazia arroz sem ser o branco de sempre. Ele nunca curtiu ‘arroz misturado’! Mas um dia eu ousei! Estava morrendo de vontade de comer o arroz com frango que aprendi com a minha mãe! E fiz! E ele amou! E pede toda semana!

Como filhos de uma geração que já não comprava frango caipira e sim os ‘de supermercado’, fomos acostumados com cortes do frango como o filé de peito, que além de ter o sabor mais leve e menos calórica, é mais fácil de limpar e preparar no dia a dia. Acho que eu até já falei em algum post sobre comida aqui ou no Futilmente Inteligente que o que eu costumo comprar aqui em casa é daqueles que vem em peças separadas, congeladas num saquinho, que geralmente vem um quilo por pacote. Só quem já morou em casa com menos pessoas sabe tudo o que a gente faz pra evitar o desperdício, e que em alguns casos o mais caro, sai mais barato, porque jogamos menos comida fora.

Por isso, aqui em casa, arroz com frango é feito com filé de peito mesmo! Uma adaptação de um prato típico mineiro para o dia a dia corrido da vida moderna! Rápido, fácil, suja só uma panela e é uma delícia! Vamos a receita?

Eu usei:

Arroz com Frango_2

1 cebola ralada – Lição da Mamãe: quanto mais cebola, mais bonito e douradinho o frango vai ficar!

Arroz com Frango_4

Aproximadamente 200g de filé de frango, azeitonas fatiadas, milho verde – usei em conserva,

mas fica MARAVILHOSO com o milho verde fresquinho também -, alho picadinho à gosto.

Arroz com Frango_6

1 Chávena e meia de arroz lavado

Arroz com Frango_8

1 Colher de sobremesa de açafrão – é o que dá a cor amarelinha!

Primeiro você vai ralar ou triturar a cebola. Já falei que eu amo meu mini processador? Se sim, não custa repetir, né? Se você ainda não comprou o seu, pode usar o ralinho de quatro faces do lado que você costuma ralar a cenoura, ou picar bem miudinho.

Depois, tem truquinho da minha mãe de novo! Como eu disse acima, aqui em casa a gente prefere o frango com sabor mais suave… minha sogra mesmo diz que a gente gosta de ‘carne sem gosto de carne’ e eu acho que é mais ou menos por aí mesmo. Minha mãe me ensinou um truque pra suavizar o sabor: ferva aproximadamente um litro de água e ‘passe’ no frango já limpo e picado por umas duas ou três vezes. Na imagem abaixo você pode ver como eu costumo fazer: coloco o frango picado no escorredor de arroz e jogo a água; deixo ele de molho por um tempo, tiro a água e coloco mais água quente…

Arroz com Frango_5

Já cozinhei frango usando o truque e não usando, e posso te garantir, o sabor fica diferente!

Pra começar, você frita a cebola em um fio de óleo ou azeite. Quando eu quero dar um saborzinho especial eu faço com azeite.

Dica sempre importante é tomar cuidado com o óleo/azeite e o sal! Acostumei a usar pouco dos dois por ter pessoas hipertensas e com colesterol alto na família, e acho que é a melhor forma mesmo! Mais importante que comer, é comer sempre com consciência e saúde!

Arroz com Frango_3

Assim que a cebola começar a dar uma douradinha, você acrescenta o alho pra fritar junto com ela.

Arroz com Frango_7

Cebola e alho dourados, hora do frango! Refogue ele junto com a cebola e o alho e depois tampe a panela e vá pigando água e mexendo até ele ficar douradinho. Nessa etapa é quando acrescentamos o açafrão – cuidado! Pode manchar a roupa ou os panos da cozinha! – e quando a cor do seu arroz vai depender da sua paciência! O da minha mãe fica lindo porque ela é a rainha da paciência na cozinha. Agora eu… quero fazer tudo rapidinho! Então vai do gosto e da paciência do freguês.

Arroz com Frango_10

Quando o frango já tiver douradinho, acrescente o arroz e refogue. Nessa etapa você pode acrescentar o milho e a azeitona à gosto. Lembre-se de colocar o sal e ervinhas a gosto. Uso sempre salsinha e pimenta calabresa desidratadas para este arroz.

Depois acrescente água o suficiente para cobrir o conteúdo da panela + um dedo acima.

Mantenha o fogo alto até a água secar. Depois de seco, tampe a panela e abaixe o fogo no mínimo.

Arroz com Frango_11

Vá conferindo se o arroz está cozido, se achar necessário acrescente um pouco de água e tampe a panela novamente até que o arroz esteja cozido o suficiente.

Prontinho! Agora é só picar um tomatinho, temperar e se servir!

Arroz com Frango_12

Bom apetite!

#horadorango

assinatura_mila

  • Luciana Gouvea

    Hum….deve ser muito bom!! adorei a idéia de ser com peito de frango, muuuuuito mais prático!!! Vou fazer no próximo domingo!!!
    Obrigada pelas receitas, ajudam a gente a ter novas idéias, pois como diz a minha mãe, a única coisa chata da cozinha é pensar na “mistura” todos os dias!!

    Obs: tenho um mini processador igual ao seu, que vem junto com o mixer, é muito útil!!!

  • Hummmmmm, que delícia!!!! Vou a notar no meu caderninho de receitas!!
    Amor vai amar!!

    Primeira visita minha aqui e me deparo com uma delícia dessa…. rrsrsrsrs

    agora deixa eu ir fuçar o blog todo!!

    bjos