Oi, gente!!!

Como estou feliz em fazer parte das novas colunistas do MSG 😀 A partir de hoje vou mostrar um pouquinho mais da minha cidade, a linda Goiânia – do coração do Brasil para o coração de vocês! Vamos falar sobre gastronomia, cultura, passeios e atrações para todos os gostos e perfis, e vocês verão como é fácil e possível se divertir investindo pouco – porque lazer e conhecimento não são gastos, são investimentos, certo?  Assim, poderemos montar nossos “mini-guias” úteis de Goiânia e região, para turistas e locais também 😉

E, para começar… Goiânia tem circo? Tem sim, senhor!!!!

E pra quem quer aprender, também! No começo do mês, bem no dia 1º de abril mesmo (e não é mentira), teve início o 4º Festival NA PONTA DO NARIZ , um Festival Internacional de Palhaçada e Comicidade, promovido pelo Grupo de Teatro Bastet. O Festival tem por objetivo o aprofundamento na linguagem do palhaço e conta com uma programação internacional e a participação de mestres da alegria de diversos países, como Canadá e Dinamarca.

goiania-na-ponta-do-nariz

O Na Ponta do Nariz traz cursos e oficinas circenses, além de espetáculos, mostras de cinema e shows superdivertidos. No dia 04/04 rolou a “Palhaceata”, que saiu da Praça Cívica e seguiu até a Praça Universitária, através da Ciclovia. A Palhaceata, inclusive, é o ponto de abertura oficial do evento e tem como lema o grito urgente pelas formas alternativas de mobilidade, com o apoio de movimentos como o Pedal Goiano. A comunidade é convidada a participar, enfeitando seus skates, bikes, patins, pernas e, por que não, caras de pau!

Os ingressos para cada espetáculo saem por R$20 (inteira) e R$10 (meia). E, pra valorizar ainda mais a opinião do respeitável público, um dos espetáculos – o Canta Clown, realizado no Teatro do IFG (Instituto Federal Goiano, ou seja, instituição federal de ensino) – teve seu ingresso pago somente no final da apresentação, por quanto o espectador achou que valia. Justo e democrático, não acham ?

goiania-na-ponta-do-nariz-palhacinha

No site do evento tem todas as informações sobre programação, compra de ingressos, conteúdo das oficinas e do grupo organizador. Vai lá conferir!

Tá, Luciana, eu não sou de Goiânia,
mas vou estar na cidade e quero participar do projeto!
Então, me conta: onde é a Praça Cívica
e que cargas d’água são a Ciclovia e a Praça Universitária?

Ok, vamos lá!

goiania-praca-civica

goiania-praca-civica-imagemFoto: Biblioteca Central da UFG

Localizada no centro da cidade, concentra o poder público do Estado – é lá que está situado o Palácio do Governo, ou Palácio das Esmeraldas, além de diversas repartições. Com suas construções em estilo art déco, é palco de grandes shows populares, festivais temáticos (como as comemorações natalinas), e abriga ainda o Cine Cultura, com filmes de fora do circuito comercial. Dali partem ônibus para todos os pontos da cidade.

Só é bom evitar circular à pé por lá à noite fora de períodos de comemorações: como toda cidade grande, Goiânia tem seus problemas sociais e, apesar do policiamento, não é bom dar bandeira.

goiania-praca-universitaria

goiania-praca-universitaria-imagem

Localizada no Setor Universitário, foi planejada em 1933 com o objetivo inicial de reunir as faculdades em um mesmo local. Tombada como Patrimônio Histórico e Cultural de Goiás, é palco de manifestações culturais e abriga os campi das principais universidades do Estado, além da Biblioteca Central, Museu de Esculturas ao Ar Livre, Museu Antropológico, hospitais e bares estudantis.

Para facilitar o trânsito de pedestres e ciclistas, foi construída uma ciclovia, partindo da Praça Cívica ao longo da Avenida Universitária, que cruza a Praça de mesmo nome, revitalizando a área e evitando os diversos casos de atropelamento ocorridos durante anos.

goiania-cicloviaFoto: Jornal O Popular

Então é isso, pessoal! Espero que tenham gostado desse primeiro (de muitos!) post. E contem comigo pra qualquer dica 🙂

Até a próxima,

assinatura_luciana-gomides

  • Ludmylla Pacheco

    Que bom ter alguém de Goiânia no Blog!!
    Acompanho o morando sem grana a quase dois anos, desde que fiquei noiva e também conheci o casando sem grana. Sempre senti falta de dicas da minha região!! Seja bem vinda Luciana!! Agora irei acompanhar mais e mais… <3 <3

  • Vou sempre postar coisas bem legais, Ludy!!! Acompanhe sim 🙂