Oi, gente! Tudo bom?

Hoje, volto aqui pra sair de Curitiba e levar vocês a um passeio es-pe-ta-cu-lar. São 74 km de uma beleza encantadora… Estamos falando do Passeio de Trem de Curitiba para Morretes.

O trem, que aos domingos vai até Paranaguá também, faz uma paradinha no Parque Marumbi, onde é possível a prática do camping.  São inúmeros os pontos em que você fica realmente de queixo caído.

Além disso, várias são as histórias e lendas presentes em cada parte da belíssima paisagem que, hoje, nós vamos conhecer um pouquinho melhor 🙂

Vamos lá?

O passeio dura cerca de 3 horas. No início  é bem tranqüilo, passando por dentro de Curitiba mesmo e mais algumas cidades. A aventura realmente começa no Túnel Roça Nova, a 955 m acima do nível do mar e com 470 m de extensão.

Sensação: estar numa escuridão total – não dá pra ver nem quem esta do seu lado!

O ponto que eu mais gosto é a ponte São João. Ela é toda feita de aço! Ou seja, dá a sensação de que você está flutuando num gigantesco abismo! FECHANDO OS OLHOS

Passeio de trem de Curitiba  a morretes - set 2010 (13)

trem-curitiba-morretes-historia

A Ferrovia Curitiba-Paranaguá começou a ser construída em 1880. Mesmo sendo considerada impossível por muitos engenheiros da época, foi concluída em 1885. Devido aos desafios da sua construção – em grande parte por seu trajeto sinuoso pela Serra do Mar – esta ferrovia é considerada uma obra de arte.

A paisagem é algo tão incrível que não tem como descrever… Só vendo mesmo!

Passeio de trem de Curitiba  a morretes - set 2010 (14)

trem-curitiba-morretes-lenda

Queria contar pra vocês uma lenda que eu acho extremamente interessante do Viaduto dos Padres

“No século XVIII, havia um mosteiro onde hoje é o Viaduto dos Padres. Perto dali, ficava a fazenda de um homem muito rico, apelidado de Pepe Ayala, que tinha uma filha muito peralta chamada Anhaia.

Sempre que fazia alguma travessura, a menina inventava de se esconder nas plantações do sítio. Num desses dias, a garotinha abriu uma clareira no meio do mato e fez uma estrada secreta, onde sempre caminhava quando queria ficar sozinha. Ao descobrirem este caminho, os escravos o batizaram de Estrada de Anhaia.

Aos 18 anos, Anhaia foi mandada para um convento na Espanha, mas retornou ao sítio 1 ano depois, ao perceber que não tinha vocação religiosa. E, em uma certa tarde, resolveu passear pela estrada que construiu quando era criança.

Mas a jovem caminhou um pouco mais além e notou que a trilha dava no mosteiro. No rio ao lado da estrada, havia um jovem padre flutuando em meditação e, não acreditando no que via, Anhaia deu um grito!

Assustado, o religioso abriu os olhos e, instantaneamente, apaixonou-se pela donzela.
– Será que cheguei ao céu com minha meditação e estou vendo um anjo? – perguntou o padre.

– Meu nome é Anhaia, moro numa fazenda perto daqui… – respondeu a jovem.
E, a partir daquele dia, os dois começaram a se encontrar e passaram a ter um romance.

Certo dia, Anhaia descobriu que estava grávida e contou a uma das mucamas. O problema é que um dos escravos escutou tudo atrás da porta e contou para Pepe. Furioso, o fazendeiro colocou fogo no seminário. Ao saber da tragédia, Anhaia correu até sua estrada e enforcou-se.

Durante o incêndio, o padre mais velho saiu em chamas do mosteiro e gritou:
– Quem fez isso um dia pagará! Aqui se fará um viaduto e muitos dos descendentes dos meus inimigos terão seus corpos atirados aqui.

Um século se passou e foi construída a Rodovia dos Padres. Desde sua inauguração, muitos corpos foram mesmo desovados lá, e as pessoas dizem que é por causa da maldição dos religiosos que morreram queimados. Muitos caminhoneiros também falam que, de madrugada, um fantasma com vestes de padre aparece no meio da estrada e que, pra desviar da assombração, muitos motoristas acabam tendo acidentes…

A estrada de Anhaia continuou com o mesmo nome, e muitas pessoas que passaram por ela à noite falaram que viram, em cima de uma árvore, o fantasma de uma jovem grávida com uma corda no pescoço”.

– Apesar de saber a história, eu me baseei no Texto Livre pra conta-la pra vocês 😉

Passeio de trem de Curitiba  a morretes - set 2010 (35)

trem-curitiba-morretes-serviço

Depois de saber de tudo isso, deu vontade de conhecer? É um passeio ótimo, garanto a vocês!

Pacotes

Econômico: Ida – R$ 39,00 / Volta – R$ 30,00 (adulto e criança)
Turístico: Ida – R$ 66,00 (adulto), R$ 45,00 (criança) / Volta – R$44,00 (adulto), R$ 36,00 (criança)
Executivo: Ida – R$96,00 (adulto), 49,00 (criança) / Volta – R$64,00 (adulto), R$41,00 (criança)
Litorina: Ida – R$270,00 / Volta – R$200,00

Contato

Serra Verde Express
Tel. (41) 3888-3488

Fico por aqui 🙂

Um beijo!

assinatura_gabi-carlim

PS: as fotos do posts são do blog Click N95 
  • Obrigada pela dica, Gabi. Neste domingo acho que vamos usá-la 😉

    Beijoca

    • Gabrielle

      Oi Sammia. Que bom que gostou!
      Me conta o que achou depois ein?
      Beijos

  • Flávia

    Amei o post Gabi! Estava pensando em passar a lua de mel em Curitiba, se for mesmo com certeza farei esse passeio! Se puder me mande outras dicas imperdíveis de lá.. Obg!!

  • Jéssica

    Bem legal.
    Conhecemos Curitiba nesse último feriado. A cidade é perfeita, o único problema é a falta de segurança e policiamento.
    Assaltados no fim do passeio, bem no centro da cidade e nada de policiais chegarem. Tirando os imprevistos, Curitiba é linda, e muito verde, coisa que amamos de paixão.

  • Jaqueline Novais

    Gabi, tudo bem? Adorei o posto, pois como disse no anterior em breve irei para Curitiba. Fiquei com uma dúvida, qual a diferença dos pacotes? Não achei no site! bj

  • Lilian

    Gabi, quando fui em Curitiba fiquei morrendo de vontade de ir, mas quando fiquei sabendo deste passeio, já não dava mais tempo…mas com certeza, na próxima vez que eu for, eu irei!

  • Cyntia

    Oi Gabi, sou curitibana e sou louca pra fazer esse passeio… Nunca fiz, acredita?

    Mas estou aqui comentando por causa dos valores que vc publicou… a ultima vez que pesquisei (não tem muito tempo) estava MUITO mais caro! Tem certeza que é isso mesmo? Pq se for… vou na próxima semana mesmo! hehe

    Beijinho