Pelego sintético - Nórdico sem Grana

Foi a pior e a melhor coisa mudar no feriado de carnaval. Ruim pois as ruas São Paulo receberam os melhores e mais animados blocos de carnaval da história e nos perdemos 99% disso mas foi excelente a brecha do país parado para nos dedicarmos a mudança. Com certeza foi a mais cansativa de todas (falei que foi a quinta?!!!) pois somado ao fato da troca de cidade e da organização desse trajeto, das vendas, doação e bazar das coisas (afinal de contas passamos de um apê de 110m² para um de 60!), acho que a idade começou a pesar. Bizarro mas faz sentido. Tanto que terminamos jurando que daqui a gente só sai para o próprio e sem levar nada do que temos agora. Deixa eu te contar então como foram esses primeiros dias após a mudança e comentar sobre um bocado de coisas.

Da cor a bagunça

Como comentei no primeiro post dessa série sobre esse estilo nórdico (escandinavo), suas cores predominantes são o branco, preto, cinza, algumas suaves, outras que relembrem o cobre e as vindas dos tons da madeira. Como o apartamento aqui é alugado e já tinha uma base toda branca, foi questão de acertar essa cor e trazer apenas mais uma: o meu amado cinza escuro.

Foi uma saga escolher essa cor porque eu cismei com cinza escuro (quase preto). Passei em uma loja da Suvinil, ví algumas variações, entrei umas duas ou três vezes no site até me decidir pela Patativa. E não é que ficou do jeitinho que eu queria?! ♥

Cor Patativa da Suvinil - Nórdico sem Grana

Cor Patativa da Suvinil - Nórdico sem Grana

Cor Patativa da Suvinil - Nórdico sem Grana

Cor Patativa da Suvinil - Nórdico sem Grana

Eu não sei se eu frisei o suficiente o quão sem grana nós estamos. Se não deixa eu reforçar: nós estamos MUITO sem dinheiro. Ao passo que ter pago R$ 400 pelo caminhão da mudança (o que sabemos que foi dado, tamanho o trabalho que o moço teve!) abala nosso orçamento. É papo pra outro dia mas assim como muita gente da nossa idade, os trinta vem chegando de forma ingrata e cheio de cobranças (cadê filhos, cadê emprego estável, cadê carro e apartamento próprio, etc). O que me conforta é saber que não estou só com esse sentimento e que os 30 são os novos 20 para a nossa geração. Também não adianta tentar comparar minha juventude com a da minha mãe, por exemplo. Os desafios são outros e maiores. Bom lembrar.

Morar nessa região depois de ter morado três anos em Mauá é assustador no tocante a preços para sobreviver. Esquece mercadinho baratinho e marmitex de R$10 pilas que servia dois e que aqui custa R$30. Eu sei que os gastos dos empresários aqui são maiores mas meu bolso de autônoma dói. Espero que a longo prazo a proximidade com os itens de qualidade de vida compensem. Essa também é a oportunidade perfeita para ser criativo (o que estamos sendo desde antes de nos casarmos). Por falar em criatividade, veja como ficaram nossos gastos até agora:

2 cadeiras Eames – R$ 353,58

Caminhão da mudança – R$ 400

Tintas – R$ 232,32

Telas de proteção – R$ 300

Caixas de papelão, plástico bolha e fitas – R$ 83

Guarda-roupa – R$ 350

Cortina – R$ 59

2 Pelegos – R$ 115

Armário da cozinha – R$ 143

Capa de almofada – R$ 37

Total: R$ 2.072,90 (Avemaria! Porque é que eu fui somar 🙁 )

Vai, gente. Vai dinheiro. Ainda mais quando, no nosso caso, precisamos começar do zero com muitos itens, tem gato, quis usar tinta boa…mesmo assim o orçamento ficou zerado e daqui pra frente é tudo improviso, criação e muita pechincha.

Um dia após a mudança - Nórdico sem Grana

Um dia após a mudança - Nórdico sem Grana

Um dia após a mudança - Nórdico sem Grana

Um dia após a mudança - Nórdico sem Grana

Um dia após a mudança - Nórdico sem Grana

Um dia após a mudança - Nórdico sem Grana

Um dia após a mudança - Nórdico sem Grana

Um dia após a mudança - Nórdico sem Grana

Um dia após a mudança - Nórdico sem Grana

Um dia após a mudança - Nórdico sem Grana

Um dia após a mudança - Nórdico sem Grana

Um dia após a mudança - Nórdico sem Grana
Mortões depois de fazerem a mudança

O post de hoje estava ficando imenso e por isso eu decidi dividir em duas partes: hoje eu mostrei as primeiras imagens, as primeiras impressões do bairro e os meus primeiros custos. Amanhã eu comento cada item adquirido e deixo a listagem de onde comprei, okay? OK!

Acompanhe outros posts da série #Nordicosemgrana

Redes Sociais

Pinterest | Instagram | Snapchat: @casandosemgrana

Até amanhã 😉

NO COMMENTS