Hummmm… Mais um relato de passeio, como é gostoso andar por aí 🙂

Vamos lá! Hoje o post será completinho, com atrativos, valores e vááárias fotos!! Vamos conhecer um pouquinho de duas cidades do interior de SP: Salto e Itú. Pra quem tá na capital são 103 km, rapidinho.

O fim de semana começou bem cedinho: 8h já estávamos na estrada – eu e o namorado, meu companheiro de aventuras  Seguimos em direção a Salto, estância turística próxima à Indaiatuba. Nosso objetivo era margear o Rio Tietê, então optamos por essas duas cidades.

moniky-salto-

Em Salto visitamos o Memorial do Rio Tietê, que fica no Complexo da Cachoeira de Salto. Passamos algumas horinhas apreciando a paisagem e tirando fotos, e não pagamos entrada 🙂 O memorial, basicamente, é um conjunto de quedas d’água onde não é permitido nadar, mas dá pra tirar altas fotos e descansar sob a sinfonia das águas.

moniky-salto-memorial-rio-tiete

Partimos dali para o Parque da Rocha Moutonné, um atrativo voltado para estudos do meio ambiente, com representações da evolução da vida – inclusive da Era dos dinossauros! Quem tem criança vai adorar (e quem não tem também, viu?), os dinossauros têm tamanho real e chegam a dar medo! Dentro do parque há espaço para piquenique, trilhas, banheiros limpos e estacionamento gratuito. E mais uma vantagem: a entrada é gratuita.

moniky-salto-parque-da-rocha-moutonne

Vale lembrar que nem precisamos de GPS, já que a cidade é muito bem sinalizada. Como eu sempre brinco: “Siga as placas marrons!”, pois são elas que orientam os turistas “perdidos”. As placas dessa cor sempre dizem respeito a atrativos locais, seja histórico ou natural #ficadica 😉

Para finalizar nossa manhã em Salto, conhecemos o Parque do Lago, mais voltado para a prática de esportes e encontro de amigos, e também ideal para as crianças. No parque tem pista de cooper, ciclovia, equipamentos de ginástica, quadras e playground, além de uma lanchonete e estacionamento gratuitos. E mais um detalhe: não pagamos nadica de nada lá!

Em resumo, só gastamos com combustível em Salto e alguns belisquetes pra comer. Com mais 10 minutinhos chegamos em Itú, cidade histórica da época da República, com casarões antigos, vielas e monumentos gigantes!

moniky-itu-

moniky-itu (1)

Itu é aquela famosa cidade conhecida pelo exagero. Tem o orelhão e o semáforo gigantes, além dos souvenires de tamanhos nada convencionais… Comemos num restaurante bem bacana, com preço acessível e comida saudável, bem comida de mãe mesmo. À tarde, fizemos um passeio de trenzinho pela cidade, com direito a muitas fotos novamente 🙂

moniky-itu (2)

Foi um passeio cultural, gastronômico e BARATO!

Deixo como dica pra quem vai: foco na arquitetura 😉 É fantástica, uma aula de história ao ar livre em todo o Centro Histórico de Itú. E tem mais: os bares na pracinha reservam petiscos deliciosos, não deixe de experimentar.

Minha dica de almoço:

Requinte Caseiro – Situado em um casarão antigo no centro de Itu, é um restaurante self-service com ambiente muito agradável e familiar, e que serve comida da mamis. Endereço: Rua Barão do Itaim, 180 – Centro, Itu/SP; Telefone: (11) 4022-5271.

 

Pontos Turísticos obrigatórios:

Distância:

  • 103 km de São Paulo

Principais gastos:

Tempo de permanência – 1 dia
Passeio de trenzinho: R$ 5 (entrada)
Almoço: R$ 33 (casal)
Café da tarde: R$16

 

Bjocas e até a próxima viagem,

assinatura_moniky-cruz

  • Odilia

    Esse post ficou maravilhoso! Gostei demais das dicas porque apesar das 2 cidades serem boas opções turísticas, são cidades que normalmente não conhecemos, sempre somos bombardeados de propagandas de cidades super caras e super conhecidas e nunca temos informação sobre cidades diferentes!

  • Moniky Cruz

    Isso mesmo Odilia, cidades pequenininhas como estas nos guardam atrativos maravilhosos…Dá pra economizar um dinheirão e conhecer o Brasil todo 😉

  • Eryka Andrade

    Moniky,
    segui seu conselho e fui para Salto nesse final de semana.

    Fiquei arrasada com a sujeira do rio Tiete … mas de resto valeu a pena.

    Beijo grande.

  • Que bom que gostou, as cidades pequenas reservam atrativos incríveis e o melhor, por preços bem bacanas.
    Vale a pena investir em passeios pelo nosso país 😉

  • Moniky Cruz

    Olá Eryka, é triste mesmo, em alguns pontos da Estrada Parque é possível enxergar as toneladas de garrafa pet, fora toda o lixo que depositamos, mesmo que involuntariamente, nos nossos rios. Essa parte “desagradável” serve de alerta pra todos nós!
    Mas que bom que gostou, espero que tenha se divertido!