Hi, people!

Sabia que nos Estados Unidos as pessoas não têm esse apego à casa em que moram, como é comum por aqui? Esse desapego ainda é muito estranho pra mim, que me mudei 1 vez só na vida, mas lá, ao longo da vida, eles se mudam diversas vezes, normalmente a cada 3 ou 4 anos – principalmente os casais jovens.

Pra eles, isso se chama flipping, tem até diversos programas de TV sobre isso lá. Funciona assim: eles compram uma casa, reformam-na – eles mesmos – o máximo que podem, vendem-na por um valor maior e, então, compram uma casa mais cara com o dinheiro que ganharam. E vão fazendo isso sucessivamente até cansarem ou alcançarem o dinheiro da casa dos sonhos.

Bem, eu já sei que esse será o meu destino e que a minha primeira casinha será a primeira de muitasrsrs. Mas o ruim do flipping é que você não pode fazer nada muito caro, como móveis de cozinha e quarto, porque não vai ser por muito tempo, sem esquecer do objetivo, que é lucrar o máximo gastando o mínimo possível 😉

Não sei o quanto a gente vai conseguir lucrar… Porque é minha primeira casa, né? A primeira casa onde eu vou morar com meu futuro – e espero que único – marido ♥ E queria tanto uma casinha com a nossa cara… Então não sei se essa coisa de controlar totalmente os gastos da reforma e decoração vai sair lá essas coisas, mas vamos tentar.

Já, já vamos começar a decidir os detalhes da cozinha. E vim aqui tentar ajudar vocês também na escolha da bancada da cozinha de vocês 🙂 Decidi por uma bancada diferente, que não é muito usada aqui no Brasil: a bancada de madeira!

bancada-de-madeira (3)

Nunca tinha ouvido falar nesse tipo de bancada até meu noivo dizer que era a preferida dele, e confesso que decidi não por análise dos prós e contras, mas porque morri de amores por diversas fotos de cozinhas com bancada de madeira. Eu amo o estilo escandinavo clean de decoração, com muitos móveis brancos, chão de madeira e toques coloridos. E quando eu parei para reparar nas cozinhas escandinavas, muitas eram assim…

bancada-de-madeira (2)

Todo mundo deseja que uma bancada de cozinha seja prática, resistente, higiênica, atual, bonita e, além de tudo, de baixo custo, né? No entanto, nem sempre é possível encontrar todas essas qualidades em um só produto… Não existe um material que seja perfeito ou ideal, a ideia é sempre tirar o máximo de potencial dele, de acordo com as características das pessoas que vão usar a bancada.

Camila Tahan já falou aqui no blog de alguns materiais de bancadas, como mármore, granito, limestone, silestone. Então, vou somente acrescentar outros materiais que ela não falou (não vou citar preços, porque varia muito de loja pra loja e de cidade pra cidade) 😉

bancada-de-cozinha-madeira

bancada-de-madeira (1)

Pontos positivos:

  • Acolhedor
  • Aparência natural
  • Moderno e rústico ao mesmo tempo.

Esse tipo de bancada é muito presente nas cozinhas europeias e americanas, em seus diversos tons de madeira. Outra vantagem é a facilidade na hora da instalação, pois não necessita de cimento nem de água.

Pontos negativos:

  • A madeira exige impermeabilização pra não danificar o material.
  • Também é preciso tomar cuidado com objetos pontiagudos e panelas muito quentes, que podem deixar marcas sem condições de reparação.
  • É necessário atenção redobrada com a limpeza, já que o contato com a água pode danificar o material.

bancada-de-cozinha-aco-inox

bancada-de-aco-inox

Há uma razão para o aço inox ser o queridinho das bancadas das cozinhas de restaurantes…

Pontos positivos:

  • Durabilidade
  • Higiene
  • Praticidade
  • Baixa porosidade
  • Grande resistência à oxidação

A manutenção também é simples e existem vários materiais específicos para a limpeza do inox. Ele é ideal pra quem gosta de cozinhar de verdade e procura um visual mais industrial e moderno na cozinha. Ideal pra quem deseja uniformidade de tons e materiais, pois a bancada pode ser combinada juntamente com coifas, fogões e geladeiras do mesmo material. Além disso, o aço inoxidável é considerado um material ecologicamente correto, por ser um componente reciclável.

Pontos negativos:

  • Mostra marca dos dedos e tem que ser limpa frequentemente
  • Pode amassar, caso haja alguma batida forte
  • Risca facilmente
  • Pode fazer barulho maior quando panelas, louças e talheres batem na superfície
  • Costuma ser mais caro, pois tem que ser feito sob medida.
  • Algumas substâncias químicas, como produtos alcalinos,  podem alterar a cor e manchar.

bancada-de-cozinha-azulejo

bancada-de-azulejo

Pontos positivos:

  • Bancadas revestidas com azulejo são econômicas – e esta é uma das grandes vantagens do material.
  • Azulejos de cerâmica e porcelana oferecem uma gama quase ilimitada de cores e designs.
  • Funcionam com quase qualquer estilo de cozinha.
  • São resistentes a manchas e lâminas afiadas, e se algum azulejo descascar ou quebrar pode ser facilmente trocado.
  • Relativamente resistentes ao calor (pode trincar).

Só é necessário executar uma estrutura de pedra ou compensado que sirva como base, onde serão posteriormente assentados os azulejos.

Pontos negativos:

  • No caso do azulejo, o barato pode acabar saindo caro, se não for planejado apropriadamente. Isso porque é um material frágil, que tem baixa resistência e pouca durabilidade.
  • A superfície irregular do azulejo pode ser difícil caso você queira usar pra esticar massas ou cortar alimentos sem usar nenhuma tábua por baixo.
  • O rejunte pode manchar, e se a superfície estiver sempre úmida pode acumular bactérias. O ideal é usar peças especiais para o acabamento das bordas e rejunte do tipo epóxi, que possui menor aderência a manchas.

bancada-de-cozinha-acrilicos

bancada-de-acrilico

Pontos positivos:

  • São modernos, resistentes e têm uma grande variedade de cores vibrantes (como vermelho, azul turquesa etc) e texturas
  • Podem ser modelados, permitindo que a cuba seja esculpida no próprio material, o que garante mais higiene, fácil manutenção e formas inusitadas.
  • Devido à superfície sólida não ser porosa, é praticamente livre de manutenção, não precisa de selagem ou limpeza especial. Sem rejunte, não acumula sujeira.
  • Também é resistente à umidade e maresia.

CorianHi-macs e Staron, entre outros, compõem o grupo destes polímeros plásticos desenvolvidos a partir de agregado mineral e resina 100% acrílica.

Pontos negativos:

Apesar de ser resistente, é preciso tomar alguns cuidados ao fazer a bancada com os acrílicos…

  • Se uma panela muito quente for colocada sobre a superfície, ela pode ser danificada. No entanto, o problema tem solução: dá pra recuperar sem deixar emendas ou marcas.
  • Além disso, não dá pra utilizar a superfície pra cortar alimentos. É sempre preciso dispor de uma tábua pra essa tarefa.

bancada-de-cozinha-nanoglass

bancada-de-nanoglass (2)

bancada-de-nanoglass (1)

Pontos positivos:

  • Facilidade de limpeza e manutenção
  • Não risca
  • Tem baixa porosidade (portanto, não mancha)
  • A aparência é homogênea
  • Possui resistência aos diversos ataques nocivos da cozinha (esses materiais são altamente resistentes a elevadas temperaturas e às diversidades de clima).

Composto de pó de mármore e vidro, o nanoglass é um material industrializado, que tem superfície sólida. Referência em minimalismo por apresentar um branco perfeito, as superfícies cristalizadas proporcionam requinte e exclusividade para todo tipo de bancada de cozinha.

Pontos negativos:

  • Por ser uma superfície muito rígida, o nanoglass pode trincar, não havendo reparo. Isso pode ser evitado com o polimento da bancada e, assim, garantir maior durabilidade.
  • Apesar de não ser tão caro quanto o Corian, o nanoglass também não é dos mais econômicos…

bancada-de-cozinha-concreto

bancada-de-concreto

Pontos positivos:

  • Rústico
  • Funcional
  • Instalação prática
  • Econômico
  • Versátil

Pode ser feito em qualquer formato e pode ter a cor que você quiser ao pintá-lo com tinta. Você também pode inovar e adicionar fragmentos de vidros, pedras e conchas.

Pontos negativos:

  • Por ser um material poroso, deve ser tratado para manter o contato com a água.
  • Existe a possibilidade de infiltração de líquidos e aparecimento de rachaduras (principalmente com a exposição ao calor).
  • Não é um material que garante higiene total para o manuseio de alimentos.
  • Mancha caso não seja frequentemente selado.
  • Por ser pesado necessita de forte suporte em baixo da bancada.

Bom, gente, deu pra perceber que tem um moooonte de bancadas de cozinha pra escolher, né? Eu já decidi a minha, e você?

Beijinhos,

assinatura_livia-mendes

Obs. As fotos são todas do Pinterest
  • Oi Lívia!
    Amei seu post e o blog como um todo. Achei no “Casando sem grana” e este post sobre bancadas caiu como uma luva para mim.

    Em primeiro lugar pois estou numa dúvida cruel quanto ao estilo de decoração que farei no meu apê e depois porquê descobri o nome do estilo de decoração lindo que eu, por sinal, também gosto! O tal Escandinavo hehehe

    Você saberia me falar mais sobre esse esquema de celagem da madeira?

    Obrigada e até mais!