Faz um bom tempo que não escrevo um desabafo. Já era e agora me sinto cada vez mais reservada e ciente de que meus “chororos” pouco ou em nada melhoram a vida das pessoas. Para quê reclamar então? Estamos tão fartos de ouvir choradeira! Mas há esse nó na minha garganta que eu notei apertar a garganta de muitas outras pessoas. Parece que todos juntos queremos gritar: Precisamos urgente de uma vida mais simples!

Talvez você nem saiba que precise mas basta ir até um sitiozinho no interior, visitar uma praia bonita ou fazer aquele bate-volta pra um lugar que você AME de paixão, que a sensação se instala. Ou revive, se você estiver no mesmo ponto que estou. Há duas semanas fomos a Santa Catarina para o casamento Hare Krishna dos nossos amigos – e o post está hoje no CSG, já viu? – e eu voltei de lá até a tampa com essa minha necessidade. No volta, vim traçando planos de pequenas mudanças que posso instalar agora mesmo em minha vida para colher frutos de paz. Compartilhei com o marido, melhoramos alguns, fizemos outros maiores e desde que chegamos começamos a revolução que, repito, é simples mas vale muito a pena.

Ao todo serão 10 passos que convido você a conhecer e, quem sabe, interessar-se em traçar os seus.

comer-melhor-cozinhar-mais

Uma vez falei escrevi sobre os novos hábitos que o casamento trás. Aquela “vibe” do namoro de comer muito fora e a de que “agora que eu casei, as coisas serão do meu jeito! Vou comer o que eu quiser!” grudam na mente dos recém-casados. O começo não. O começo é comidinha caseira e mesa posta pra tirar foto e postar no Facebook (e matar os solteiros de inveja). Mas o tempo vai passando e a rotina vem destruindo esse prazer e te relembrando das facilidades da comida pronta.

Acontece que eu moro em São Paulo e está cada dia mais difícil dizer que comi bem e não ao menos beiramos os 3 dígitos na conta! Aqui em casa o gasto com porcarias já chegou os incríveis R$ 600. Tua cara vai no chão quando constata no extrato que as pizzas e os “almocinhos de final de semana” te fizeram esse rombo no orçamento.

Decidimos então virar esse jogo colecionando receitas práticas, rápidas e gostosinhas pra se fazer em casa. Prometo do fundo do meu coração que a partir de hoje, aqui no Morando, vou compartilhando um pouco dessas ideias, descobertas e ensinando como você pode montar um CARDÁPIO SEMANAL para evitar desperdícios de alimentos e motivar a não parar de cozinhar.

 

praticar-alguma-atividade-fisica

Cara, eu ODEIO academia, bicho! Já o Thiago AMA e segue todas as dietas protéicas do mundo, toma quilos de suplementos e tá lá, dia sim dia não, nos aparelhos. Exercício é saúde mas além disso é ENERGIA para o dia a dia massante, é revigorante, te dá boa postura, incentiva a comer bem e obviamente ter longevidade. Problema é que eu já tentei trocar de academia, de treino, de treinador, de circuito e nada! Sou eu mesma: não gosto mesmo, sorry.

yoga

Imagem: Diego Castelo

Foi daí, que dia desses, descobri o poder da felicidade na Yoga e no Pilates. Em um me sinto relaxada, concentrada e no outro trabalhando, sem tanto sofrimento (espero não estar enganada) a musculatura e a postura. Nas grandes cidades o desafio é encontrar preços justos para essas atividades e enquanto procuro, tenho feito aulas gratuitas de Pilates em um centro comunitário da minha cidade e Yoga pelo celular, através do aplicativo Daily Yoga que é gratuito e está disponível tanto para IOS, quanto para Android.

 

parar-de-ser-preguiçosa

Sério, sou. Sou o tipo de pessoa que dormiria dias seguidos sem o menor pudor e deixaria o Verão pra mais Tarde com certeza. O problema de tudo isso é que eu notei o quanto eu tenho empurrado meus PLANOS com a barriga. Quero aprender a investir dinheiro e o que faço é não ler, não aplicar, deixar lá ou gastar. Mas e aquele sonho de viajar pelo mundo? De ter filhos? De fazer pós fora?

Tenho deixado a vida me levar, os cartões e panfletos se acumularem em cima da mesa, os tutoriais morrerem e as reclamações da vida só aumentam, sendo que a única culpada sou eu. Quero ser mais ativa e realizadora para, inclusive, dormir minhas longas horas sem peso na consciência.

 

ser-mais-organizada

Redundante até mas é complemento para se desfazer da preguiça. Eu fotografei e escrevi uns rascunhos sobre organização mas lembro de desanimar um pouco depois que comecei a escrever sobre no Casando e poucas pessoas terem comentado se gostaram e queriam que eu continuasse. Afinal de contas, é difícil para todos mudar os hábitos. O sofá é sempre mais gostoso do que ficar de pé arrumando armário.

Mas essa parada precisa mudar e eu me comprometo não só a mudar em mim mas mudar por aqui. Vou parar de deixar pra depois esperando isso ou aquilo acontecerem e me esforçar pra tocar meus projetos.

 

poupar

Né? Hahahaha, bora lá, galera?

Ai, gente…aquela noiva econômica estava virando uma dona de casa surtada. Usava as muletas do cansaço e do “ah mas é mais caro por que é melhor” pra cometer sérios deslizes. E a filosofia da economia? Quedê? Quando me dei conta parei tudo, chamei Thiago e disse: “Me ajuda aqui! Vamos mudar esse quadro”.

Nosso pote do Desafio das 52 semanas tá lá, firme e forte e quero uma extensão dessa determinação para a minha Poupança.  O que eu colher de aprendizado nessa jornada quero compartilhar com você.

 

parar-de-reclamar-e-agir

Pego trem todo santo dia e o empurra-empurra é meu amargo café da manhã. Não me vejo a tempos sem uma cara feia e uma armadura de raiva em formato de mochila. Essa é só uma das minhas reclamações de todo dia. E que vida, não? Que desperdício. Provavelmente o problema da superlotação do trem eu não possa mudar, mas a minha postura mediante ao problema eminente sim.

Assim é com tudo: com o governo, com a criminalidade, com os preços, com Gaza e com toda a vida. Mesmo conformados do que não podemos mudar, sabemos quando podemos agir, seja investigando, cobrando as autoridades, engajando-se em movimentos sociais, resgatando um animal da rua ou contribuindo com quem o faça, fazendo uma oração, entregando um prato de comida e etc etc etc. Não faltam necessidades pra você agir e parar de se preocupar apenas com o seu mundinho. Seja corajoso!

 

estudar-mais

Olha o diacho da preguiça aqui! Lembro que quando era criança, não via a hora dos estudos acabarem, hahaha. Por uma vida inteira privada de grana senti o gostinho de 3 cursos universitários mas somente HOJE, próxima dos 27 anos, é que estou a 6 meses de distância do meu primeiro diploma. Foi neste curso e nesse momento de “maturidade” que descobri o prazer pelo conhecimento, e conhecimento universitário, como nunca antes.

Negócio é se desfazer das já relatadas muletas do cotidiano e mergulhar no saber. Minha semente e minha alma agradecem.

 

ser-mais-grata

Taqui uma das coisas que eu acompanhei a vida toda através da prática do evangelho de Cristo mas, como pode notar, nem sempre pratiquei e que descobri tão forte na filosofia Hare Krishna dos nossos amigos. Precisou de uma viagem de 12h e um casamento para que eu percebesse o mal que a falta de gratidão nos trás.

gratidao

Mas agradecer o quê?

Eu poderia fazer uma imensa lista de agradecimentos que você e eu podemos fazer mas, em suma, creio que a gratidão deve brotar dentro de mim e de você de forma particular. Eu sou grata pela vida que tenho, difícil como é, pois só vou vivê-la esta vez e quero agradecer e amar tudo e todos que me fizeram bem ou que me ensinaram pela dor algo que me fez crescer. Seja eu cristã ou de qualquer ou vertente religiosa, quero aprender a agradecer.

 

mais-de-Deus-menos-de-mim

Deus pra mim é AMOR e HUMILDADE. O meu se chama Jesus e o seu pode se chamar como for, contanto que você também seja por ele desafiado constantemente a viver sobre princípios semelhantes. Entendo por amor o velho discurso de ser melhor e amar o outro como eu gostaria que me amassem e humildade pelo silenciamento das minhas ideias em prol de escutar a do outro e também de complemento aos princípios do amor.

Sabe aquele momento de silêncio que a gente faz, solitário, pra pensar em tudo isso? A quanto tempo a gente não prática, né?

 

mudar-de-coraçao-e-de-casa

Espero que todas essas vontades tornem-se fortes e reais o bastante para recolorir a minha e a sua, caso também queira listar o que a tornaria mais simples. O próximo passo do sonho é muito mais concreto e cimento: estamos com uma vontade insana de nos mudarmos outra vez. De buscar um cantinho mais pacato no mundo, de ter quintal e horta, quitanda na rua e uma diminuição brusca nesse ritmo acelerado de vida.

Quem sabe, não é? Talvez seja esse o chute que faltava na vida e a sede por vida simples foi só um aviso…

Boa sorte pra nós e até os próximos capítulos.

 

Beijos da Sam!

 

 

1 COMMENT

Comments are closed.