No domingo, conversando com uma amiga manjadora dos paranauês de viagens, falei dos planos de fazer intercâmbio e fui surpreendida com avalanche de ideias de lugares que eu nunca imaginei ir! A conversa toda girava em torno da pergunta: Como fazer um intercâmbio sem grana? Será que é possível?”. Com toda sua experiência e calma, ela me deu a chave que abre a primeira porta do sonho: a dos destinos menos procurados.

Você já tinha ouvido falar dos cursos de inglês e trabalho na Ilha de Malta? e as vantagens espetaculares de se estudar na Nova Zelândia pagando até menos do que em outros destinos? E na África do Sul você pensou em ir? Estes e outros destinos junto com suas dicas para um intercâmbio “sem grana” estão no post de hoje 😀

os-cinco-destinos-menos-procurados-para-intercambio

Tudo o que se faz na vida procurando pelo “mais tradicional” e pelo “menos arriscado”, é capaz de dar no mesmo resultado: custo mais alto. Se quando você imagina um intercâmbio pensa em destinos como EUA, Canadá e Austrália, saiba que está pensando simplesmente nos destinos mais clássicos e procurados. Agora, a primeira chave para um intercâmbio econômico (guarde bem isso) está no fato de fugir de destinos como esses.

“Ah, mas não dá pra ir para estes países com pouco não?”

Dar até dá mas e se eu te apresentar opções tão ou MAIS fantásticas que elas pagando um pouco menos na conta final (principalmente para casais)? Você não reconsideraria? Deixo então uma lista com os 5 destinos menos procurados (principalmente pelos brasileiros) e espero te animar com eles!

1. St. Julian´s (San Ġiljan), na Ilha de Malta

Nunca tinha ouvido falar da Ilha de Malta, né? Nem eu!
Malta é um arquipélago (ilha) localizada entre a Itália, o Egito e a Grécia com pouco mais de 500.000 habitantes. St. Julian’s é um daqueles lugares inacreditáveis de se estar. Tem como mar o mediterrâneo e praias de areia branca. A população? De 10.000 pessoas! Mesmo assim tem baladas e restaurantes a vontade. Outro adicional importante é que há como obter visto para trabalho além do de estudos.

Mais informações: Malta na Wikipedia | Visit Malta | St. Julians

2. Christchurch, na Nova Zelândia

Pense numa ilha grande mas beeeeem grande com apenas 300 e poucos mil habitantes. Cheia de cultura com igrejas e prédios neogóticos restaurados, cafés, lojas e uma paz de espírito que só quem tem como vista o mar e as montanhas pode ter. Eu lí que além de cidade modelo os moradores realizam competições entre os bairros da cidade para eleger as flores mais bonitas. Fora tudo isso existem muitas outras cidades na Nova Zelândia para estudar, morar bem e TRABALHAR, assim como as outras cidades que eu estou citando nesse post.

Mais informações: C.I

3. Jeffreys Bay, na África do Sul

Ou J-Bay é considerada a capital do surfe (tem uma etapa do circuito mundial profissional desde os anos 80), com golfinhos e baleias passeando pelas praias e singelos 27.000 habitantes. Dá pra trabalhar com e sem remuneração (neste último caso com trabalho voluntário, principalmente em creches).

Mais informações: C.I

4. Edimburgo, na Escócia

Com 500.000 habitantes e uma cultura riquíssima, a Escócia é outro destino com poucos brasileiros e com muitos museus, galerias de arte, teatros, casas de shows, festivais o ano todo e vulcão desativado para fazer caminhadas. Isso sem falar nos castelos, destilarias de Whisky etc etc etc. Há trabalho principalmente como Au-Pair para mulheres solteiras.

Mais informações: Experimento | Quanto custa morar em Edimburgo

5. Belfast, na Irlanda do Norte

E pra fechar com chave de ouro tem Belfast, uma das muitas cidades lindas de viver (e bota viver BEM nisso) da Irlanda. Na verdade eu não acredito que hoje aja poucos brasileiros em Belfast (ajuda aqui, Bia!) mas em todo caso já havia comentado com vocês sobre os bons preços do país e suas belezas. Acrescento que em Belfast há 20 km² de parques e reservas naturais, entre 11 centrais. Em muitos desses parques estão localizadas as principais atrações como o Belfast Castle, a Malone House e a Palm House, que fica no Jardim Botânico. E ah: tem o museu do Titanic!!! Coisa chic demais 😀

Mais informações: Wikipedia | Irlanda Brasil

***

Hoje eu queria te mostrar que há opções para todos os gostos e bolsos quando o assunto é intercâmbio. Para resumir deixo a mensagem de que se você também tem este sonho de estudar em outro país (e quem sabe até morar em um) precisa começar desde JÁ a se livrar das desculpas que não tem tempo e dinheiro e todos os dias alimentar seu sonho mais um pouquinho com vídeos, fotos, textos e tudo o que te remeta ao ao país de destino.

Acho que nos próximos posts eu começo a falar sobre como juntar dinheiro para ir e como nós pretendemos juntar. Aguarde cenas dos próximos capítulos 😉

Beijos da Sam!

NO COMMENTS